jusbrasil.com.br
3 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul TJ-MS - Apelação Cível: AC 080XXXX-75.2020.8.12.0029 MS 080XXXX-75.2020.8.12.0029

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

2ª Câmara Cível

Publicação

05/11/2021

Julgamento

29 de Outubro de 2021

Relator

Des. Marco André Nogueira Hanson

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-MS_AC_08047727520208120029_0a7cd.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

RECURSO DE APELAÇÃO DA PARTE AUTORAAÇÃO DECLARATÓRIA C/C INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAISINSCRIÇÃO EM ÓRGÃOS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITOEXIGÊNCIA DE PRÉVIA NOTIFICAÇÃODANOS MORAISQUANTUM REPARATÓRIO MANTIDO – JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA FIXADOS DE ACORDO COM AS SÚMULAS 54 E 162 DO STJ – SENTENÇA MANTIDARECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO.

I - O dano moral deve ser fixado considerando a necessidade de punir o ofensor e evitar que repita seu comportamento, devendo se levar em conta o caráter punitivo da medida, a condição social e econômica do lesado e a repercussão do dano, circunstâncias essas observadas pelo julgador no momento de sua fixação.
II – A verba indenizatória deverá ser corrigida pelo IGPM/FGV a partir do arbitramento (súmula n. 362 STJ) e acrescida de juros de mora de 1% a contar do evento danoso (Súmula 54 do STJ), tal como fixado na sentença.
Disponível em: https://tj-ms.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1310891836/apelacao-civel-ac-8047727520208120029-ms-0804772-7520208120029