jusbrasil.com.br
1 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul TJ-MS - Apelacao Civel: AC 5074 MS 2002.005074-1

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AC 5074 MS 2002.005074-1

Órgão Julgador

1ª Turma Cível

Partes

Apelante: Banco Bamerindus do Brasil S.A., Apelantes: Oeste Automóveis Ltda e outro, Apelado: Banco Bamerindus do Brasil S.A., Apelado: Oeste Automóveis Ltda, Intdo: Espolio de Jorge Rahe, Outro: Banco Bamerindus do Brasil S.A.

Publicação

09/11/2005

Julgamento

18 de Outubro de 2005

Relator

Des. Joenildo de Sousa Chaves
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL - EMBARGOS À EXECUÇÃO - NOTA PROMISSÓRIA VINCULADA A CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO EM CONTA CORRENTE - AUSÊNCIA DE AUTONOMIA DAQUELA E FALTA DE LIQUIDEZ DESTE - AUSÊNCIA DE TÍTULO - NULIDADE ABSOLUTA - POSSIBILIDADE - ACOLHIDA - SENTENÇA REFORMADA - RECURSO PROVIDO. Estando a nota promissória, que instrui a execução, vinculada a contrato de abertura de crédito em conta corrente, deve haver a extinção do processo sem julgamento de mérito, uma vez que a nota promissória não tem autonomia, nem o contrato de abertura de crédito em conta corrente constitui título executivo extrajudicial, porque não consubstancia obrigação de pagar importância determinada e, sendo estes unilateralmente produzidos, a sua aceitação implicaria em tornar lícito as instituições financeiras produzirem seus próprios títulos.

Disponível em: https://tj-ms.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/3992867/apelacao-civel-ac-5074